Feijão em crise: 3 opções de grãos para substituir

Quando o assunto é economia à mesa, vale abusar da criatividade e não cair na monotonia.

Com o aumento do preço de alguns alimentos, inclusive do feijão com aumento de 58% nos últimos 12 meses, o consumidor precisa deixar de lado os hábitos e pensar em algum outro alimento equivalente de proteínas.

Acostumamos com determinados alimentos que nos esquecemos de outros com grandes quantidades de ferro e proteínas, como por exemplo:

  • Lentilha,
  • Soja e
  • Tofu.

Lentilha, tofu e soja são usados para substituir o feijão

Com altos níveis de fibras, a lentilha ajuda a reduzir o risco de doença cardíaca. A soja e o tofu agem reduzindo a pressão arterial.

Existem diversas maneiras de se inovar na cozinha e sair da monotonia, substituindo o feijão por uma deliciosa receita de lentilha com linguiça.

Os vegetarianos e veganos também não ficam de fora, é possível preparar um farto refogado de proteína de soja que compete facilmente no sabor e qualidade, com qualquer tutu de feijão.

Um ponto positivo nesses substitutos do feijão são as propriedades calóricas de cada um. A cada 100 gramas de feijão são só 340 a 360 calorias, já a lentilha, em 100 gramas, apenas 108 calorias!

As frutas também ajudam a suprir as vitaminas do feijão. É comprovado o alto índice de ferro no abacate, por exemplo, que atua desde a hidratação do cabelo e pele até no fortalecimento do sistema imunológico.

Que tal preparar um exótico guacamole ou um prático mousse de abacate com hortelã?

Abacate contém níveis excelentes de ferro

Para melhor absorção do ferro no organismo, podemos apostar nos sucos de frutas cítricas ou de couve como acompanhamento.

Para enriquecer suas receitas com propriedades nutritivas, sem aumentar a ingestão de gorduras saturadas, a farinha de peixe é a “peça curinga”, pode ser usada em pães, tortas, caldos e sopas.

60% a 70% da sua composição é de proteína de alta qualidade, que é mais bem absorvida pelo organismo.

Farinha de peixe pode ser introduzida na alimentação quando faltar o feijão

Variar na cozinha não significa comprar alimentos necessariamente caros e de difícil acesso, basta tirar apenas alguns minutos do dia para pesquisar e descobrir um leque de possibilidades.

Usar a imaginação na hora de substituir algumas comidas pode trazer muitos benefícios, não só os econômicos, mas também para a saúde. A mudança de hábito alimentar afeta positivamente e diretamente a qualidade de vida.


Publicidade