O que vale mais: a vida de um animal x a sua alimentação

A filosofia vegana vem ganhando cada vez mais adeptos.

Defensores dos animais, os veganos não consumem produtos que originam dos bichos, sejam na alimentação, roupas, cosméticos, calçados ou qualquer outro tipo.

O veganismo é motivado por convicções éticas

O veganismo é motivado por convicções éticas.

Para aderir a esse estilo de vida, são necessários alguns cuidados. Um deles é a atenção aos nutrientes dos alimentos consumidos, afim de estabelecer um equilíbrio sem que falte nenhum componente existente nos alimentos de origem animal. Conheça um pouco mais sobre essa prática:

Os Benefícios:

A alimentação vegana diminuí a propensão ao colesterol, baixa as chances de alergia e intoxicação alimentar, reduz a propensão de doenças crônicas e o consumo de toxinas. Além disso melhora consideravelmente o sistema digestivo.

Consumo de vegetais é maior

Os Malefícios:

A atenção a dieta é fundamental, pois a má alimentação pode causar ausência de proteínas, vitaminas A, D, E e K, ferro, vitamina B12 (usada na produção de glóbulos vermelhos) além de excessos de carboidratos, cálcio e zinco.

Plano alimentar:

Um bom plano alimentar pode suprir todas as faltas de nutrientes. Ele se baseia em: proteína + ferro + cálcio.

A nutricionista especialista em nutrição clínica, Jéssica Guimarães, orienta que deve ser ingerida uma média de 170 gramas de proteínas por dia, para que não tenha risco de proteinuria, que é o excesso de proteína nos rins, podendo causar outras doenças como diabetes e hipertensão.

Também é importante se informar sobre quais alimentos substituem os componentes encontrados nos produtos de origem animal.

Suplemento de Vitamina B12:

Essa é a única vitamina que não é encontrada em quantidades consideráveis nos vegetais. Muito comum nas carnes e leites, para os veganos é necessário à suplementação através de capsulas de vitamina.

São encontradas em drogarias, porém o mais indicado é que seja ingerida a manipulada, a receita pode ser feita por médicos e nutricionistas. A falta dessa vitamina pode levar a problemas como: depressão, fadiga, anemia grave e até danos severos nos nervos.

Frutas cítricas repões a vitamina C

Algumas dicas:

  • Comece adicionando novos alimentos de origem vegetal;
  • Diminua progressivamente o consumo de produtos de origem animal;
  • Aumente o consumo de vitamina C, pois estimula a absorção de ferro no organismo;
  • Algumas fontes de cálcio: folhas verdes, feijões, tofu, amêndoas e gergelim;
  • Evite óleos ricos em ômega 6 pois eles diminuem a absorção de ômega 3;
  • Suplemente a vitamina B12 com um comprimido de 10mcg ao dia, ou um de 2000mcg por semana.

Publicidade